Como consagrar a sua casa/terreno para que se torne um refúgio


Como consagrar sua casa e terra como refúgio


Comentário de pe. Michel Rodrigue:

Vai precisar de água exorcizada e sal exorcizado, que são ainda mais potentes contra o inimigo do que água abençoada e sal abençoado. Veja abaixo as orações que o padre faz sobre os elementos.

Esta consagração pode ser feita pelo dono da propriedade:

" Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Deus Pai através do Teu amado Filho Jesus Cristo, que derramou o Seu sangue na cruz para nos salvar, eu Te consagro a minha casa. É Tua. Usa-a de acordo com a Tua vontade para a segurança do Teu povo. Eu Te consagro a minha casa, através da intercessão do coração Imaculado de Maria, para estar sob as asas do Epírito Santo durante o tempo da purificação."

Espalhe a água nos quatro cantos da casa, dizendo ao mesmo tempo: " Em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo. Amém. "

2-Faça o mesmo para o terreno, usando sal exorcizado.

Fora da sua propriedade, tome o sal exorcizado, e diga esta oração vinda do seu coração:

" Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Deus Pai através do Teu amado Filho Jesus Cristo, que derramou o Seu sangue na cruz para nos salvar, eu te consagro a minha propriedade." É Tua. Usa-a de acordo com a Tua vontade para a segurança do teu povo. Eu Te consagro a minha propriedade, através da intercessão do coração Imaculado de Maria, para estar sob as asas do Espirito Santo durante o tempo da purificação."

Faça o sinal da cruz ao mesmo tempo que espalha a água na propriedade e diga: " Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amem."

Quando o sal se misturar com a terra, entra na terra e consagra-a. Deus sabe qual é são as extensões da sua propriedade.




Sobre a oração

Em primeiro lugar, esta é uma oração do seu coração. Está a pedir ao Pai através do Coração de Jesus, porque Ele derramou o Seu sangue por nós na Cruz. Através da intercessão do Imaculado Coração de Maria, sob a sombra do Espírito Santo, consagra o seu lar à vontade do Pai para que Ele faça o que deseja com ele. Ele será o dono da sua casa agora.

Faz a mesma coisa lá fora com a sua terra. Faça a mesma oração pela sua terra para que o Senhor faça com ela o que Ele deseja. O Senhor tem perfeito conhecimento da geografia da sua propriedade. Não se preocupe. Quando consagra sua terra, ela pertence-Lhe e estará sob a proteção de um anjo. Quando chegar a hora das pessoas se refugiarem, ninguém poderá entrar sem o sinal da cruz na testa, reconhecido por si e pelo anjo, na frente da sua propriedade.

Quando consagrar a sua terra, a sua casa, o refúgio é protegido pelo anjo sagrado do Senhor, não apenas pelo espaço delineado que consagrou, mas também por todos os seus habitantes nessa área. Isso significa que se alguém vier à sua casa com o espírito do diabo, o diabo ficará de fora. A pessoa pode entrar, mas o espírito esperará que ela retorne. Não passará.

Não pode consagrar o lar de outra pessoa porque deve ser um ato de livre arbítrio diante do Pai. A consagração deve seguir o coração. Todo o mundo tem a capacidade de abrir o seu coração para o Pai. Ele respeitará a vontade deles. É isso que chamamos de disposição interna do coração para cumprir a vontade do Senhor.

Pode consagrar a sua casa e terra se o seu cônjuge não é um católico praticante? Sim, porque você é o dono da terra e da casa. E quando chegar o dia, ficará feliz por estar pronto.

Quando é arrendatário, significa que pode consagrar o espaço que lhe pertence, mas não pode consagrar a terra. Apenas consagra o apartamento ou casa onde está e estará protegido.

Pode consagrar um lugar onde não mora, se é o proprietário do espaço, porque isso será para as pessoas do Senhor no momento em que o Senhor abalará este mundo.

Uma ordem leiga pode ser consagrada como um lugar seguro? Sim absolutamente. Mas a ordem precisa de estar disposta a fazer isso.

A consagração é um evento único ou será necessário repetir? É uma coisa única. Eu asseguro que quando o Pai toca em algo, é tocado para sempre, a menos que um lugar seja profanado. Se houver um pecado mortal naquela terra, no lar ou no refúgio, ele teria que ser reconsagrado. Quando uma igreja consagrada é profanada por atividades de pecado mortal lá, o bispo deve reconsagrar a igreja.

-Fr. Michel Rodrigue




A Bênção da Água Benta

"[Antes do Vaticano II, quando a água benta [era] abençoada, o padre lia várias orações, que incluíam um exorcismo do sal e da água. Um exorcismo é a eliminação dos espíritos malignos. Os Padres da Igreja ensinam-nos que, quando Satanás causou a queda dos nossos primeiros pais, eles também obtiveram a influência sobre coisas inanimadas destinadas ao uso do homem; e, portanto, quando qualquer objeto material deve ser dedicado ao serviço de Deus, a Igreja frequentemente prescreve para ele uma forma de exorcismo, para libertá-lo do poder do Maligno.

As orações usadas nessas cerimónias são muito bonitas e expressam bem as razões do uso da água benta. As que são ditas sobre o sal invocam o poder do "Deus vivo, o Deus verdadeiro, o Deus santo", para que quem o use possa ter saúde da alma e do corpo; para que o diabo se afaste de qualquer lugar em que for aspergido; quem quer que seja tocado por ela será santificado e libertado de toda impureza e de todos os ataques dos poderes das trevas. As orações feitas sobre a água são dirigidas ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, para que, através do poder da Santíssima Trindade, os espíritos do mal possam ser completamente expulsos deste mundo e percam toda a influência sobre a humanidade. Quando Deus é suplicado para abençoar a água, para que seja eficaz na expulsão de demônios e na cura de doenças; para onde quer que seja asperso, pode haver libertação da pestilência e das armadilhas de Satanás

Em seguida, o padre coloca o sal na água na forma de uma cruz tríplice, dizendo: "Que essa mistura de sal e água seja feita em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" - após o que outra oração é recitada, na qual Deus é solicitado a santificar este sal e água, para que onde quer que seja aspergido todos os espíritos malignos sejam expulsos e o Espírito Santo esteja presente. " -Fr. Sullivan, Externos da Igreja Católica.




Rito do ritual romano para a bênção exorcista de sal e água

(O padre veste uma sobrecapa e uma estola roxa. Qualquer padre pode dizer essa bênção.)

P: Nossa ajuda está no nome do Senhor.

R: Que fez o céu e a terra.

Exorcismo e Bênção do Sal

(necessário para exorcismo da água)

P: Ó sal, criatura de Deus, eu te exorcizo pelo Deus vivo (+), pelo Deus verdadeiro (+), pelo Deus santo (+), pelo Deus que ordenou que você fosse derramado na água por Eliseu o profeta, para que seus poderes vivificantes possam ser restaurados. Eu exorcizo você para que você possa se tornar um meio de salvação para os crentes, para que você possa trazer saúde de alma e corpo a todos os que fazem uso de você, e que você possa fugir e fugir dos lugares onde está aspergido; toda aparição, vilania, mudança de engano diabólico e todo espírito imundo; ajustado por quem virá julgar os vivos e os mortos e o mundo pelo fogo.

R: Amém.

P: Vamos orar. Todo-poderoso e eterno Deus, nós humildemente Lhe imploramos, em sua bondade e amor incomensuráveis, para abençoar (+) esse sal que você criou e deu ao uso da humanidade, para que se torne uma fonte de saúde para as mentes e corpos de todos que fazem uso disso. Que ele possa livrar tudo o que tocar ou borrifar toda impureza, e protegê-lo de todo ataque de espíritos malignos. Através de Cristo, nosso Senhor.

R: Amém.

Exorcismo e Bênção da Água

P: Ó água, criatura de Deus, eu te exorcizo em nome de Deus Pai (+) Todo-Poderoso, e em nome de Jesus (+) Cristo, Seu Filho, nosso Senhor, e no poder do Santo (+) Espírito. Eu o exorcizo para que você possa expulsar todo o poder do inimigo e ser capaz de erradicar e suplantar esse inimigo com seus anjos apóstatas, através do poder de nosso Senhor Jesus Cristo, que virá para julgar os vivos e os mortos e o mundo em chamas.

R: Amém.

P: Vamos orar. Ó Deus, para a salvação da humanidade, você construiu seus maiores mistérios sobre essa substância, a água. Em sua bondade, ouça nossas orações e derrame o poder de sua bênção (+) neste elemento, preparado para muitos tipos de purificação. Que esta, sua criatura, se torne um agente da graça divina a serviço de seus mistérios, para afastar os maus espíritos e dissipar as doenças, para que tudo nas casas e outros edifícios dos fiéis que são aspergidos com esta água se livrem. de toda impureza e livre de todo mal. Não deixe nenhum suspiro de infeção nem ar com doenças nesses locais. Que as artimanhas do inimigo à espreita se provem inúteis. Que tudo o que possa ameaçar a segurança e a paz daqueles que moram aqui seja posto em fuga pela aspersão desta água, de modo que a saúde obtida ao invocar o seu santo nome possa ser protegida contra todos os ataques. Através de Cristo, nosso Senhor.

R: Amém.

(O padre derrama sal exorcizado na água, na forma de uma cruz)

P: Que uma mistura de sal e água agora seja feita, em nome do Pai, e do (+) Filho, e do Espírito Santo.

R: Amém.

P: O Senhor esteja com você. R: E com seu espírito.

P: Vamos orar. Ó Deus, Criador, rei invencível e invencível, Victor sempre glorioso, você controla as forças empenhadas em nos dominar. Você vence a crueldade do inimigo furioso e, com seu poder, derruba o inimigo perverso. Com humildade e medo, oramos a você, ó Senhor, e pedimos que olhe com favor esse sal e água que você criou. Brilhe com a luz da sua bondade. Santifique-o pelo orvalho do seu amor, para que, através da invocação do seu santo nome, onde quer que seja salpicada água e sal, possa desviar todo ataque do espírito imundo e dissipar os terrores da serpente venenosa. E onde quer que estejamos, faça o Espírito Santo presente para nós, que agora imploramos sua misericórdia. Através de Cristo, nosso Senhor.

R: Amém.

Traduzido para português pelo Apostolado de Garabandal em língua portuguesa - Abril de 2020