Prepare-se ! Aproxima-se a tempestade !

21-11-2021

Um artigo postado a 21 de outubro de 2021 por Mark Mallet, um escritor católico, do site " Now World" e traduzido para português pelo Apostolado de Garabandal em língua portuguesa.

As palavras foram claras e concisas enquanto eu rezava diante do Santíssimo Sacramento na semana passada: "Prepare-se para o impacto ... A TEMPESTADE COMO UM FURACÃO!"

Permitam-me relembrar brevemente aquele dia, há cerca de 16 anos, quando me senti comovido ao ver uma tempestade a cair nas pradarias.

Entre as primeiras palavras de "agora" que me ocorreram naquela tarde tempestuosa: "Há uma Grande Tempestade a cair sobre a terra como um furacão."

Vários dias depois, fui levado ao sexto capítulo do livro do Apocalipse. Quando comecei a ler, inesperadamente ouvi novamente no meu coração uma outra palavra: "Esta é a Grande Tempestade."

O que se desdobra na visão de São João é uma série de "eventos" aparentemente conetados que levam a um colapso completo da sociedade até ao "olho da tempestade" - o sexto selo - que se parece muito com a chamada "iluminação de consciência" ou do "AVISO".

E isso nos leva ao limiar do Dia do Senhor. Logo após a leitura deste capítulo, o Senhor chamou-me numa experiência muito forte, e através das palavras de São João Paulo II, para me tornar num "vigia" para estes tempos.

Cada um de vós, não tem que acreditar em mim ou aceitar o que sinto em relação àquilo que o Senhor parece querer falar no meu coração. Tudo isso submeto ao julgamento da Igreja. Mas eu espero apenas que todos vós considerem pelo menos aquilo que está diante dos vossos olhos agora ... pois esta "Grande Tempestade" está prestes a chegar ao continente!


A "PAIXÃO" DA IGREJA

Conforme escrevi no verão passado, as coisas sobre as quais escrevi ao longo dos anos, estão a desdobrar-se agora em tempo real numa velocidade a dobrar com consequências de vida e morte.

Dificilmente podemos acompanhar os sinais diários, que são um eco direto dos selos do Apocalipse de São João. Depois do que parece ser um tempo de misericórdia (primeiro selo, explicado na nossa linha do tempo), a paz é retirada da terra (segundo selo); seguem-se a inflação e o colapso económico (terceiro selo); fome e praga - isto é, agitação social, escassez de alimentos e novas "pandemias" (quarto selo); segue-se uma violenta perseguição, aparentemente contra o clero (quinto selo); e então vem o "olho da tempestade", o " AVISO" e um momento de decisão para a humanidade (sexto e sétimo selo): em última análise, escolher seguir Jesus Cristo e ser marcado por Ele (Ap 7: 3), ou então ser marcado pelo Anticristo (Ap 13: 16-17).

Na verdade, estamos a falar da "Paixão" da Igreja. Muitos intérpretes do Livro do Apocalipse sugerem que é uma alegoria para a Liturgia. E essa é uma bela compreensão deste livro profundamente simbólico. Mas o que é a Liturgia senão a "reapresentação" do Santo Sacrifício no Calvário, a Paixão de Jesus?

Consequentemente, o Livro do Apocalipse também reflete a "Paixão" - mas não da Cabeça; desta vez, é o Corpo de Cristo: (...) [A Igreja] seguirá seu Senhor na sua morte e Ressurreição. -Catecismo da Igreja Católica, 677

E o que desencadeou a "Paixão" de Jesus? Foi o "beijo" de Judas e, com isso, os apóstolos perderam a coragem e fugiram do Getsêmani.

Judas, você trairia o Filho do homem com um beijo? (Lue 22:48)

E o que é esse "beijo" nos nossos tempos, a nossa "Paixão"? Não foi quando o atual Papa aceitou totalmente a vacinação em massa, culminando na afirmação de que tomar a vacina é um "ato de amor"?

Pois, com essas palavras do atual Papa, o sofrimento da Igreja foi selado. Porque de forma clara e objetiva, como revelam dados governamentais de código aberto e até mesmo o inventor dessas "vacinas" de mRNA, elas, as vacinas, agora estão a causar mortes e ferimentos sem precedentes em todo o mundo.

Além disso, depois desta afirmação do Papa, os mandatos das vacinas receberam essencialmente uma bênção papal. Agora, muitos dos fiéis (não vacinados), incluindo sacerdotes, estão a ser impedidos de participar nas missas, nos negócios, das suas famílias, e da sociedade. Isto é o "apartheid médico" - uma violação absoluta dos direitos humanos e do ensino católico, se não de todo o sentido da palavra amor.

O que diz a este respeito o código do direito Canónico da Santa Igreja Católica, Apostólica e Romana?

"Os fiéis de Cristo têm a liberdade de dar a conhecer as suas necessidades, especialmente as espirituais, e os seus desejos aos Pastores da Igreja. Eles têm o direito, às vezes o dever, de acordo com os seus conhecimentos, competência e posição, de manifestar aos sagrados Pastores os seus pontos de vista sobre assuntos que dizem respeito ao bem da Igreja. Eles também têm o direito de expor os seus pontos de vista a outros fiéis de Cristo, mas, ao fazê-lo, devem sempre respeitar a integridade da fé e da moral, mostrar a devida reverência aos seus pastores e levar em consideração o bem comum e a dignidade das pessoas." -Código de Direito Canônico, 212

Se alguma vez o Canon 212 foi aplicável, certamente é agora!

Para ser claro, não estou a contestar os motivos do Santo Padre, que suponho serem feitos com as melhores das intenções. Em vez disso, não posso dizer quantas vezes os leitores me disseram que foram demitidos ou incapazes de encontrar um emprego porque os seus empregadores simplesmente lhes disseram: "o Papa disse que vocês devem ser vacinados".

Assim como Jesus foi abandonado pelos Seus apóstolos no Getsêmani, muitos agora se sentem abandonados pelos seus pastores que simplesmente adotaram a linha de pensamento pessoal do Papa sobre questões científicas e médicas e praticamente deixaram o Corpo de Cristo para uma "turba" furiosa que agora criticam, excluem e espezinham as suas liberdades e dignidade.

"Ó, se eu pudesse perguntar ao Divino Redentor, como o profeta Zacarias fez em espírito, 'O que são essas feridas nas suas mãos?', A resposta não seria duvidosa. _ Com isso fui ferido na casa daqueles que me amavam. Fui ferido pelos Meus amigos que nada fizeram para Me defender e que, em todas as ocasiões, se fizeram cúmplices dos Meus adversários.

" Esta censura pode ser dirigida aos fracos e tímidos católicos de todos os países." -PAPA S. PIO X, Publicação do Decreto das Virtudes Heroicas de Santa Joana D'Arc, etc., 13 de dezembro de 1908; vatican.va

Relembremos a visão dos videntes de Fátima de um "bispo vestido de branco" (o papa): "Outros Bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas [subiam] uma montanha íngreme, no cimo da qual havia uma grande cruz de troncos toscos como de um sobreiro com casca; antes de lá chegar, o Santo Padre passou por uma grande cidade meio em ruínas e meio trêmulo de passo hesitante, afligido pela dor e pela tristeza, rezou pelas almas dos cadáveres que encontrou no seu caminho ... "-A Mensagem de Fátima, 13 de julho, 1917; vatican.va

Que tragédia é essa que tanto angustiou o Santo Padre e os seus companheiros? Teria sido a constatação, descoberta tarde demais, de que o Pontífice os havia involuntariamente conduzido a um programa de despovoamento massivo e escravidão económica a uma ditadura global da saúde? ...

"Mostra-se [na visão de Fátima] que existe a necessidade da "Paixão" da Igreja, que se reflete naturalmente na pessoa do Papa, mas o Papa está na Igreja e por isso o que se anuncia é o sofrimento pela Igreja ... -PAPA BENTO XVI, entrevista a repórteres no seu voo com destino a Portugal; traduzido do italiano: "Le parole del papa:« Nonostante la famosa nuvola siamo qui... »" Corriere della Sera, 11 de maio de 2010

Considere esta mensagem profética dada à vidente da Costa Rica eclesiasticamente aprovada, Luz de Maria, há mais de três anos:

"A economia mundial será a do anticristo, a saúde estará sujeita à adesão ao anticristo, todos serão livres se se renderem ao anticristo, a comida será dada a eles se se renderem ao anticristo ... Esta é a liberdade para a qual esta geração está a render-se: sujeição ao anticristo." -Nossa Senhora para Luz de Maria, 2 de março de 2018.

Mas nada disso é possível sem o colapso da presente ordem ...


PREPARE-SE PARA A COLISÃO

Assim como os ventos de um furacão ficam mais rápidos e violentos quanto mais perto o olho da tempestade se aproxima - da mesma forma, grandes eventos estão a ocorrer rapidamente agora, um após o outro em alta velocidade. Esses eventos virão como vagões de carga nas pistas e se espalharão por todo o mundo...

Como o Papa Leão XIII escreveu há tantos anos: "o plano maçónico o tempo todo tem sido de destruir a ordem atual e "reconstruir melhor" - uma "Grande Restauração" - como é colocado pelos globalistas de hoje. ... aquilo que é o seu propósito último se impõe à vista, ou seja, a derrubada total de toda a ordem religiosa e política do mundo que o ensino cristão produziu, e a substituição de um novo estado de coisas de acordo com as suas ideias, de cujos fundamentos e leis devem ser retirados do mero naturalismo. -PAPA LEÃO XIII, Humanum Genus, Encyclical on Freemasonry, n.10, 20 de abril de 1884

Essas "ideias" estão enterradas na linguagem suave e muitas vezes atraente da Agenda 2030: os objetivos de "desenvolvimento sustentável" das Nações Unidas:

"Esta pandemia ofereceu uma oportunidade para um "reinício". Esta é a nossa chance de acelerar nossos esforços pré-pandémicos para repensar os sistemas económicos ... "Construindo Melhor" significa obter apoio para os mais vulneráveis ​​enquanto mantemos o nosso ímpeto para alcançar a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável ..." -Primeiro Ministro Justin Trudeau, Global News, 29 de setembro de 2020; Youtube.com, marca 2:05

"Você está a perguntar como "Duas semanas para achatar a curva" de repente se tornou num grito harmonioso dos líderes ocidentais por uma revolução global? Sem uma ação rápida e imediata, num ritmo e escala sem precedentes, perderemos a janela da oportunidade de 'redefinir' para ... um futuro mais sustentável e inclusivo ... Com a urgência que existe agora em evitar danos irreversíveis ao nosso planeta, devemos colocar-nos mesmos no que só pode ser descrito como uma base de guerra. "- Príncipe Charles, dailymail.com, 20 de setembro de 2020

Uma guerra contra quem ou o quê, exatamente?

O príncipe Charles é o chefe do World Wildlife Fund (WWF), que "tem estado praticamente envolvido na implementação das recomendações desenvolvidas pelo Clube de Roma e a trabalhar em estreita colaboração com o FMI, o Banco Mundial, o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) , UNESCO (Man and the Biosphere Program), a Soros Foundation, a MacArthur Foundation, a Hewlett Foundation, etc. "[20]

Bem, o Clube de Roma não foi reticente em afirmar exatamente contra quem esta" guerra "é contra: "Em busca de um novo inimigo para nos unir, tivemos a ideia de que a poluição, a ameaça do aquecimento global, a escassez de água, a fome e coisas semelhantes seriam suficientes. Todos esses perigos são causados ​​pela intervenção humana e é somente por meio de mudanças de atitudes e comportamentos que eles podem ser superados. O verdadeiro inimigo, então, é a própria humanidade." -Alexander King & Bertrand Schneider. A Primeira Revolução Global, pág. 75, 1993

Não se pode "reiniciar" a menos que comece de novo; não se pode "reconstruir" até destruir. E não se pode atingir nenhum desses objetivos, de acordo com a visão deles e daqueles que financiam e encabeçam a vacinação em massa do globo, sem uma população reduzida.

Esse desmantelamento da "velha ordem" é o que estamos presenciando diante dos nossos próprios olhos, chegando até nós na velocidade de um furacão de categoria 5.


O TEMPO DOS SELOS

O segundo selo é frequentemente considerado uma guerra. "Outro cavalo saiu, um vermelho. O seu cavaleiro recebeu o poder de tirar a paz da terra, para que as pessoas se matassem. E ele recebeu uma espada enorme." (Apocalipse 6: 4)

Agora é amplamente aceite que o vírus SARS-CoV-2, culpado pelo COVID-19, é uma bio-arma, deliberada ou acidentalmente libertada de um laboratório de pesquisa em Wuhan, China.

Ontem mesmo, o diretor-adjunto do National Institutes of Health (NIH), Lawrence A. Tabak, admitiu a pesquisa de "ganho de função" e que havia de fato um "experimento limitado" para determinar se "proteínas de pico de coronavírus de morcego de ocorrência natural em circulação na China foram capazes de se ligar ao receptor ACE2 humano num modelo de camundongo. "

A primeira fase dessa guerra contra a humanidade é o vírus - junto com bloqueios globais, ordens de máscara e encerramentos forçados dos negócios - cada um reduzindo a sua liberdade.

A próxima fase é o passaporte da vacina e a vacinação forçada, que está a ferir, a matar, a escravizar e a dividir a humanidade. Isso não é para descartar a possibilidade real de um conflito com a China que parece cada vez mais inevitável.

O que é certo é que a paz já foi tirada do mundo à medida que a segurança e a liberdade evaporam sob os mandatos do governo e violentos protestos que estouram em vários países.

E com isso, o terceiro selo está aparentemente a aparecer:

"Quando ele quebrou o terceiro selo ... Eu olhei, e havia um cavalo preto, e o seu cavaleiro segurava uma balança na mão. Eu ouvi o que parecia ser uma voz no meio das quatro criaturas vivas. Dizia: "Uma ração de trigo custa o dia de pagamento, e três rações de cevada custam o dia de pagamento. Mas não danifique o azeite ou o vinho. " (Apocalipse 6: 6)

O cavaleiro deste cavalo segura uma balança que, nos tempos bíblicos, era uma ferramenta económica. De repente, uma ração de trigo custa o pagamento de um dia inteiro. É uma inflação massiva. Em todo o mundo, as cadeias de abastecimento estão misteriosamente a colapsar à medida que atrasos nos envios causam o esgotamento de uma montanha de mercadorias, levando analistas a concluir que estamos numa "crise da cadeia de abastecimento não vista desde a Segunda Guerra Mundial".

Como resultado, a compra de pânico começou causando hiperinflação; energia e os preços do gás estão a subir em alguns lugares; há escassez de fraldas e papel higiénico. Na verdade, estamos neste momento a tentar publicar o novo livro da nossa filha, apenas para descobrir esta semana que o papel da gráfica ainda está num contentor de remessa e que o custo será o dobro do que era há apenas um ano. O mais preocupante é que os preços dos alimentos estão a começar a disparar, o que terá o maior impacto sobre as nações pobres e subdesenvolvidas.

"Teremos fomes de proporções bíblicas em 2021", previu David Beasley, do Prémio que ganhou o Prémio Nobel da Paz, do Programa Mundial de Alimentos. [37]

Nos EUA, a interrupção da cadeia de abastecimento está agora "a levar à escassez de alimentos e de abastecimento nas escolas em todo o país". Para agravar a crise está o fato das abelhas terem desaparecido de oito estados dos EUA, o que "poderia causar sérias repercussões ao meio ambiente e produção de safras por serem polinizadores essenciais na agricultura. "

Na Europa, a escassez de fertilizantes e C02 está "a ameaçar o setor de carnes, arriscando suprimentos mais restritos de alimentos e preços ainda mais altos".

De acordo com a Deloitte da Suíça, COVID- 19 está a interromper as cadeias de abastecimento da seguinte forma:

Colheitas: com a chegada da primavera, as colheitas estão a apodrecer nos campos. Os produtores de espargos da Europa, por exemplo, estão com uma escassez dramática de pessoal, com trabalhadores migrantes da Europa Oriental incapazes de vir para as suas quintas devido a restrições de fronteira - ou simplesmente com medo de se infetarem.

Logística: o transporte de alimentos, por sua vez, está a transformar-se cada vez mais num pesadelo de logística. Onde os produtos são colhidos, os controles de fronteira e as restrições ao frete aéreo estão a tornar o transporte internacional de produtos frescos extremamente difícil - e caro. [41]

Processamento: as fábricas de processamento de alimentos estão a fechar devido a medidas de contenção ou falta de pessoal, com os seus fornecedores a lutar para ajustar a sua produção. No Canadá, por exemplo, os avicultores agiram coletivamente para reduzir a sua produção em 12,6%.

Go-to-market: As empresas que normalmente vendem uma parte significativa da sua produção por meio de canais externos (por exemplo, produtores de refrigerantes) estão a ver as suas vendas serem reduzidas.

[43] Sourcing: Supermercados, embora marcando números de vendas estelares, estão com falta de pessoal e entrega insuficiente. Por causa de problemas de abastecimento, produtos baseados numa ampla variedade de ingredientes estão a tornar-se cada vez mais difíceis de fazer e, portanto, estão a desaparecer das prateleiras das lojas.

Mas para onde foram todos os trabalhadores? A CNN afirma, por exemplo, que alguns "80.000 motoristas" são necessários. Em países como Canadá e Estados Unidos, os pagamentos mensais do governo, que acabaram recentemente, dissuadiram os trabalhadores de voltar ao trabalho. "Doações federais além dos pagamentos estaduais de desemprego estavam a criar um grande desincentivo para voltar ao trabalho", escreve Steven Malanga, um membro do Manhattan Institute. [47] O Wall Street Journal também destaca que a obrigatoriedade da vacina, forçando milhares de trabalhadores a serem demitidos, também impactou a escassez de mão de obra: ... eles espremeram o lado da oferta com incentivos para não trabalhar, mandatos restritivos e a promessa de mais regulamentação e impostos mais altos.

O resultado é uma inflação de 5% e interrupções na cadeia de suprimentos que os CEOs dizem que se estenderão até 2022 e talvez depois. -8 de outubro de 2021; wsj.com

Na Índia, "o bloqueio deixou muitos dos 460 milhões de trabalhadores indianos desempregados e expulsou-os dos campos de trabalho ... Presos, espancados por violar o toque de recolher, eles agora se amontoam nas estradas ou tentam voltar para as cidades porque não há lugar para eles irem ... cadeias de suprimentos quebradas deixaram milhares de motoristas ociosos nas rodovias enquanto os alimentos apodreciam não colhidos nos campos. "

Mas, como observado acima, tudo isso foi previsto (planeado?) Pelo cenário pandémico "Lockstep" da Fundação Rockefeller, escrito em 2010. Sim, escrito em 2010 e diziam o seguinte:

"A pandemia também teve um efeito mortal nas economias: a mobilidade internacional de pessoas e bens foi interrompida, debilitando setores como o turismo e quebrando as cadeias de abastecimento globais. Mesmo localmente, lojas e prédios de escritórios normalmente movimentados permaneceram vazios por meses, sem funcionários e clientes. "-Maio de 2010, "Cenários para o Futuro da Tecnologia e Desenvolvimento Internacional"; Fundação Rockefeller; nommeraadio.ee

Coincidência, certo?

O Clube de Roma, produziu um artigo chamado "Crafting The Post COVID World". Ele afirma: "Vamos sair desta emergência. Quando o fizermos, que tipo de mundo queremos criar? ... Precisamos de um novo normal."

De acordo com o Fórum Econômico Mundial (WEF), que está a liderar essa Grande Restauração global, é exatamente isso que está por vir:

"Muitos de nós estão a pensar quando as coisas vão voltar ao normal. A resposta curta é: nunca. Nada jamais se retornará ao senso de normalidade "quebrado" que prevalecia antes da crise, porque a pandemia de coronavírus marca um ponto de inflexão fundamental na nossa trajetória global." -Fundador do Fórum Económico Mundial, Professor Klaus Schwab; co-autor de Covid-19: The Great Reset; cnbc.com, 13 de julho de 2020.


PREPARAÇÕES FINAIS

Em primeiro lugar, é a preparação espiritual. Nossa Senhora chama-nos para a oração diária: "reze, reze, reze". Ela fez referência a isso em numerosas aparições e a numerosos videntes. Quanto mais difícil, mais importante é, caso contrário, a carne, o diabo e o mundo não se oporiam tanto.

Em segundo lugar, ela nos pede para que rezemos o Rosário todos os Dias. Apenas faça isso. Basta ser obediente e as graças virão.

Terceiro, ela nos chama a voltarmos para os sacramentos, a encontrar Jesus na Eucaristia e a sua misericórdia na confissão.

Quarto, ela nos exorta a ler e a meditar na Palavra de Deus, a espada do Espírito.

Quinto, ela nos chama para o serviço ativo, não para preguiça complacente ou covardia. Ela nos exorta à penitência e ao jejum, ao sacrifício e testemunho ao próximo.

Nas revelações aprovadas a Elizabeth Kindelmann, o próprio Nosso Senhor Jesus diz:

"Todos estão convidados a se juntarem à minha força de combate especial. A vinda do meu Reino [da Vontade Divina] deve ser o seu único propósito na vida. As Minhas palavras alcançarão uma multidão de almas. Confiar! Vou ajudar a todos vós de uma forma milagrosa. Não ame o conforto. Não sejam cobardes. Não espere. Enfrente a tempestade para salvar almas. Entregue-se ao trabalho. Se não fizer nada, você abandonará a terra para Satanás e para o pecado. Abra os seus olhos e veja todos os perigos que fazem vítimas e ameaçam as suas próprias almas." -Jesus to Elizabeth Kindelmann, The Flame of Love, pg. 34, publicado pela Children of the Father Foundation; Arcebispo da Imprimatur Charles Chaput

Mas, dado o que está a acontecer com a cadeia de suprimentos, é apenas uma questão de prudência para algum tipo de preparação física. Armazene alguns bens e necessidades essenciais. Faça o que puder dentro do razoável - e Deus fará o resto.

Por fim, Nossa Senhora promete estar ao nosso lado também, ao passarmos por esta terrível, mas em última instância, necessária e purificadora Tempestade. O seu Imaculado Coração, disse ela em Fátima, é o nosso refúgio e o caminho que conduz a Deus.

"As almas eleitas terão que lutar contra o Príncipe das Trevas. Será uma tempestade assustadora - não, não uma tempestade, mas um furacão que vai devastar tudo! Ele até mesmo deseja destruir a fé e a confiança dos eleitos. Sempre estarei ao seu lado na Tempestade que agora está a formar-se. Eu sou sua mãe. Eu posso ajudar-te e eu quero! "- das revelações aprovadas de Nossa Senhora a Elizabeth Kindelmann (1913-1985), A Chama do Amor do Coração Imaculado de Maria: O Diário Espiritual (Kindle Locations 2994-2997); aprovado pelo Cardeal Péter Erdö, primaz da Hungria My Mother is Noah's Ark ... -Jesus to Elizabeth Kindelmann, The Flame of Love, p. 109; Imprimatur do Arcebispo Charles Chaput

Traduzido para português pelo Apostolado de Garabandal em língua portuguesa, Novembro de 2021.